Pesquisa mostra que maioria das apreensões de drogas no Rio é de pequenas quantidades

A pesquisa do ISP considerou os 24.037 flagrantes de drogas portadas por pessoas que a polícia fluminense registrou ano passado. Em 75% dos casos, o volume máximo de maconha chegou a 42,6 gramas por ocorrência. Em 90%, a quantidade aprendida não passou de 200 gramas. Para cocaína, 11 gramas foi o máximo apreendido em 50% das ocorrências, chegando a 155 gramas em 90% dos casos. Quanto ao crack, foram até 5,8 gramas em metade das apreensões, não passando de 62,6 gramas em 90% das ocorrências [O Globo]

Vara da Infância e Juventude proíbe PM de apreender adolescentes sem flagrante

O Globo, 10.09.2015

Decisão foi tomada após adolescentes serem retirados de ônibus a caminho das praias da Zona Sul no mês passado

‘Meu inimigo número 1 é o fuzil; o uso do equipamento se banalizou’

Estadão, Caderno Metrópole, A16, 6.9.15.

Secretário [de Segurança do Estado do Rio de Janeiro] pede maior rigor na punição de quem porta armas pesadas e afirma que UPPs devem entrar em nova fase.

Morro dos prazeres – comentário de eduardo escorel na piauí

Leia a crítica completa do filme da cineasta Maria Augusta Ramos, de Justiça (2004) e Juízo (2007):

http://bit.ly/1mzNsdZ

ISP: Dossiê Mulher 2013

“A oitava versão do Dossiê Mulher apresenta informações consolidadas sobre a violência contra a mulher no estado do Rio de Janeiro, no ano de 2012, com base nas ocorrências registradas nas delegacias policiais fluminenses”.

Para ler o estudo completo:

http://arquivos.proderj.rj.gov.br/isp_imagens/Uploads/DossieMulher2013.pdf

Violência contra mulher: ONU e ISP – RJ, referências

Em setembro o Washington Post publicou matéria na qual apresentava resultados de levantamento da ONU acerca do aumento da violência contra a mulher no mundo: http://wapo.st/15zVtsd

No mesmo mês, o Instituto de Segurança Pública lançou a versão 2013 do Dossiê Mulher (ano base 2012): http://bit.ly/15zWf8C. Ali alguns dados são apresentados com destaque:

– 58.051 mulheres foram vítimas de agressão;

– Lesão corporal dolosa teve crescimento de 6,3% para vítimas do sexo feminino.

O Globo publicou duas matérias que sintetizam o material disponibilizado pelo ISP, uma em março <http://glo.bo/15zW9gY> e outra em setembro/2013 <http://glo.bo/15zW8d9>.

Quais as diferenças e semelhanças na gestão dos crimes na França e no Brasil? Boletim Faperj

“Em 2008, os registros oficiais apontam para 839 assassinatos na França. No Brasil, somente na cidade do Rio de Janeiro, esse número chegou a 2069 homicídios”, afirma Vivian Paes, professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Leia mais aqui:

http://www.faperj.br/boletim_interna.phtml?obj_id=9089