Terminology Guidelines for the protection of children from sexual exploitation and sexual abuse. ILO

The Terminology Guidelines, dubbed the ‘Luxembourg Guidelines’ after their adoption in the small country earlier this year, offer guidance on how to navigate the complex lexicon of terms commonly used relating to sexual exploitation and sexual abuse of children. They aim to build consensus on key concepts in order to strengthen data collection and cooperation across agencies, sectors and countries.

No documento disponibilizado no link acima, esclarece-se acerca de diferentes termos utilizados no  campo da garantia de direitos de crianças e adolescentes. Dentre eles, faz-se a distinção entre vitimização secundária e revitimização, que costumam ser frequentemente confundidos.

Anúncios

Estupro e agressões sexuais na França: resultados de uma investigação

A pesquisa Virage (Violences et rapports de genre ) teve por objetivo responder as seguintes questões: qual a frequência de estupros e agressões sexuais na França atualmente? Em que contextos essas violências ocorrem?

A investigação foi realizada pelo Instituto Nacional de Estudos Demográficos em 2015, interrogando um público de 20 a 69 anos.

Leia um resumo dos resultados aqui: Viols et agressions sexuelles en France : premiers résultats de l’enquête Virage

55% das mães não queriam ter filhos, aponta pesquisa_Estadão

RIO – Mais da metade das gestações no Brasil não é planejada. É o que apontam novos dados da pesquisa “Nascer no Brasil: inquérito nacional sobre parto e nascimento”, que ouviu 24 mil mulheres nos anos de 2011 e 2012 em 266 hospitais públicos brasileiros. Do total, 55,4% relataram que não pretendiam engravidar – 25,5% queriam esperar mais tempo e 29,9% não tinham desejo de serem mães em momento nenhum. Pouco mais de 2% das entrevistadas disseram ter tentado abortar, sem sucesso.

Leia a matéria completa.

Leia também: Nascer no Brasil – Inquérito nacional sobre parto e nascimento.