trotsky et la psychanalyse

Trotsky et la psychanalyse[Jacquy Chemouni] 24.00euros Suivi de son attitude l’égard des troubles mentaux et de la psychanalyse de sa fille Zina ( partir d’une correspondance inédite) Marxisme et psychanalyse sont vite apparus incompatibles…

Trotsky et la psychanalyse
[Jacquy Chemouni] 24.00euros 

Suivi de son attitude à l’égard des troubles mentaux et de la psychanalyse de sa fille Zina (à partir d’une correspondance inédite) Marxisme et psychanalyse sont vite apparus incompatibles aux yeux de nombreux théoriciens marxistes. Lénine – révulsé par les affirmations freudiennes sur la sexualité – condamne sans appel la psychanalyse. Parmi les principaux protagonistes de la révolution bolchevique, Trotsky est l’un des rares révolutionnaires à exprimer publiquement son intérêt pour la psychanalyse. Trotsky ne cessera tout au long de sa vie de se référer à Freud, espérant que la psychanalyse rejoigne le matérialisme dialectique grâce aux théories des réflexes conditionnés de Pavlov. Jacquy Chemouni se propose dans cet ouvrage de mettre en lumière cette facette méconnue de Trotsky : un freudo-marxisme pavlovien. La seconde partie de ce livre éclaire d’un jour sensiblement différent les rapports de Trotsky à la psychanalyse. À
l’aide de sa correspondance inédite, Jacquy Chemouni étudie les relations teintées d’ambivalence du chantre de la révolution permanente à l’égard de la thérapie psychanalytique, plus particulièrement à l’égard de celle de sa fille Zina atteinte de graves troubles mentaux et qui suivit une cure psychanalytique à Berlin au début des années 1930. Une passionnante enquête, et une approche inédite de la personnalité de Trotsky qui met en perspective vie personnelle et engagement politique, histoire et psychanalyse. 268 pages Edition : 2004 

Conferência Internacional sobre o Direito à Verdade – Documentos

Textos disponíveis no sítio do evento.

Textos disponíveis no sítio do evento.

CARTA SOBRE O DIREITO À VERDADE

Apresentação da Conferência Internacional sobre o Direito Verdade, realizada na USP em 2009. Mais uma vez, no rastro das discussões em curso sobre o PNDH3, vale a leitura. Para conferir, clique aqui.

Apresentação da Conferência Internacional sobre o Direito à Verdade, realizada na USP em 2009. Mais uma vez, no rastro das discussões em curso sobre o PNDH3, vale a leitura. Para conferir, clique aqui.

Perspectivas a respeito da Convenção sobre os Direitos da Criança

Em comemoração aos 20 anos da Convenção Sobre os Direitos da Criança, celebrado no dia 20 de novembro, a publicação anual “State of the World’s Children” lançou uma série de ensaios chamados “Perspectivas a respeito da Convenção sobre os Direitos …

Em comemoração aos 20 anos da Convenção Sobre os Direitos da Criança, celebrado no dia 20 de novembro, a publicação anual "State of the World's Children" lançou uma série de ensaios chamados "Perspectivas a respeito da Convenção sobre os Direitos da Criança". Acesse o material no sítio do NEV-USP clicando aqui.

O Julgamento da Anistia

O Globo, Prosa e Verso, 09.01.2010 Excelente material que nos subsidia frente s discussões sobre o PNDH3. – Conflito no governo reabre discussão sobre relação do país com o passado ditatorial, p.1; – A importância de enfrentar o passado (e…

O Globo, Prosa e Verso, 09.01.2010

Excelente material que nos subsidia frente às discussões sobre o PNDH3.

– Conflito no governo reabre discussão sobre relação do país com o passado ditatorial, p.1;

– A importância de enfrentar o passado (entrevista com Carlos Fico e Daniel Aarão Reis), p.2;

– ‘Não há apenas uma memória’ (entrevista com Elizabeth Jelin), p.3.

Em busca do nome do pai: uma em cada quatro crianças não tem dados paternos na certidão

Uma a cada quatro crianças não tem dados paternos na certidão. Leia aqui.

Uma a cada quatro crianças não tem dados paternos na certidão. Leia aqui

Que tal educar seu filho como se fosse cachorro?

Matéria da Revista Época desta semana. Mais alguns elementos para pensarmos sobre o lugar das figuras parentais e da função da autoridade familiar neste início de século. Clique aqui para ler a notícia.

Matéria da Revista Época desta semana. Mais alguns elementos para pensarmos sobre o lugar das figuras parentais e da função da autoridade familiar neste início de século. Clique aqui para ler a notícia.