THE MAD BOMBER WHO TERRORIZED MANHATTAN. The New Yorker

//player-backend.cnevids.com/script/video/5a8c94ec841c4b2e1400000f.js

Anúncios

Psicologia Jurídica. Especialização. PUC-Rio. 2018

Informações: CCE/PUC-Rio

Sobre o prazer de um novo par de sapatos.

//platform.twitter.com/widgets.js

Operation Babylift: Vietnamese orphans transported by airplanes to America in 1975. History Lovers Club

III Jornada Sócio e Clínico Institucional. UVA 

29 de março de 2017

Das 8h às 22h

Campus Tijuca. RJ – Rua Ibituruna, 108

8h00 – Conferência “O trabalho com sonhos na Gestalt-Terapia: uma experiência fenomenológica” com Sandra Salomão (Mestrado – UGF, psicóloga Gestalt-Terapeuta) e Elina Pietrani (Mestrado – UERJ, profª. do curso de Psicologia da UVA)
10h30 – Conferência “A atuação do psicólogo nas políticas públicas” com Fernanda Haikal (Mestrado – UFF, assessora técnica do CREPOP no CRP-RJ) e Analicia Martins (Doutorado – UERJ, profª. do curso de Psicologia da UVA)
18h30 – Mesa redonda “Desafios do Psicólogo no Cotidiano do Tribunal de Justiça: Atuação nas Varas de Família e Violência Doméstica” com José César Coimbra (Doutorado – UNIRIO, psicólogo do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) ); José Eduardo Saraiva (Doutorado PPGPS – UERJ, psicólogo do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) ) e Elizabeth Paiva (Mestrado – UFF, profª. do curso de Psicologia da UVA)
20h00 – Mesa redonda “Gestão de carreira: as principais tendências da atualidade” com Ana Carolina Lynch (Mestrado – UFRJ, profª. do curso de Psicologia da UVA); Miguel de Moraes (Pós-graduação em Gestão Empresarial e Marketing – ESPM) e Sabrina Espindola (MBA em Gestão de Recursos Humanos – UVA).

O evento é gratuito e não será necessário inscrição.

Informações adicionais: http://bit.ly/2oduZt3

Pesquisa faz um retrato da violência doméstica contra a mulher. PJERJ.

A maioria das vítimas de violência doméstica e familiar está na faixa etária dos 31 aos 40 anos, é mãe e vive com os filhos. O perfil dessas vítimas foi retratado após a análise de 111 processos do I Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

O objetivo do levantamento, realizado pelo Núcleo de Pesquisa em Gênero, Raça e Etnia (Nupegre), da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), é refletir sobre a aplicação da Lei Maria da Penha, através das medidas desenvolvidas pelo “Projeto Violeta”. Idealizado pelo Tribunal, o projeto oferece mecanismos de prevenção e punição para a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de acelerar o acesso à Justiça daquelas que estão com sua integridade física e, até mesmo, com a vida em risco.

Leia mais aqui.

Boas Festas e até 2017!

Obrigado por acompanhar as publicações deste blog. Retornaremos em janeiro. Boas Festas e até 2017!