Victim Impact Statements

Victim impact statements são declarações escritas ou orais elaboradas por vítimas de crimes, com suas próprias palavras, descrevendo como a situação de violência as afetou.

Os 50 estados dos EUA permitem o uso dos Victim impact statements em alguma fase do processo judicial. Canadá e Austrália são exemplos de países que igualmente se valem desse tipo de dispositivo. Quanto ao Canadá, os Victim impact statements estão previstos também para as situações que envolvam crianças e adolescentes.

Leia mais aqui.

Anúncios

Mudbound

The new arrivals. El País

EL PAÍS narra en una serie de grandes reportajes multimedia los desafíos de un grupo de inmigrantes llegados a España en busca de trabajo cuyas vidas convergen en un equipo de fútbol de Jerez de la Frontera: el Alma de África

TJRJ assina acordo de cooperação para proteger criança e adolescente vítima de violência. Assessoria de Imprensa

Com o objetivo de unificar as ações para o atendimento célere à criança e ao adolescente que têm que prestar depoimento como vítima ou testemunha, e de buscar reduzir a necessidade de repetições de depoimentos em diversos órgãos de atendimento, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) promoveu nesta quinta-feira, dia 24, a cerimônia de assinatura do Acordo de Cooperação Institucional que visa à Integração para Escuta e Depoimento Especial de Crianças e Adolescentes Vítimas ou Testemunhas de Violências.

TJ do Rio decide que pais de crianças natimortas poderão incluir nome do filho em documento. O Globo

RIO — A partir de hoje, no estado do Rio, os pais de bebês natimortos poderão incluir os nomes dos filhos em documento registrado em cartório. A decisão, do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), atende a uma proposta da Defensoria Pública do Rio, feita a partir de uma demanda antiga de pais que, devido a uma lacuna na Lei de Registros Públicos, foram impedidos de incluir os nomes de seus filhos nascidos mortos em seus documentos.

1945

Cortes utilizam inteligência artificial no julgamento de casos criminais. Isso deve ser interrompido imediatamente. Wired

 

[…] Cortes nos EUA utilizam algoritmos para determinar diferentes tipos de risco associados a um réu. Da probabilidade de ocorrer novo crime até as chances de comparecimento ao julgamento. Esses algortimos orientam decisões sobre fianças, sentenças e liberdades condicionais. Essa ferramente aspira a aperfeiçoar a eficácia das decisões humanas – permitindo a melhor disponibilização de recursos finitos. [Quais são os problemas dessa iniciativa?]

Courts Are Using AI to Sentence Criminals. That Must Stop Now