Unicef: A violência na vida de crianças e adolescentes (Relatório)

O mais recente relatório do Unicef sobre violência contra crianças e adolescentes ressalta o lugar assustador ocupado pelo Brasil e outros países da América Latina (Honduras, Venezuela, Colômbia, El Salvador). Estamos entre os piores lugares do mundo no que se refere ao assassinato dos que se situam na faixa 10 – 19 anos, em particular os de sexo masculino.

Este gráfico mostra bem a situação:

http://data.unicef.org/end-violence-dataviz/

 

O relatório aponta diversos dados alarmantes, dentre os quais:

  • 176 milhões de crianças abaixo de cinco anos de idade ( 1 em 4) vivem com mães que estão em situação de violência doméstica ou familiar;
  • A cada sete minutos um adolescente é morto em decorrência de um ato de violência;
  • Com base em levantamento realizado em 30 países, apenas um por cento de adolescentes do sexo feminino que passou pela experiência de sexo forçado encontra ajuda profissional.

O relatório completo está disponível aqui.

O comunicado à imprensa contém um resumo do relatório.


“O Brasil é, acima de tudo, uma forma de violência. Nunca entenderemos o Brasil se não compreendermos o tipo de violência que funda seu Estado. Pois entender como o Estado brasileiro funciona é entender como ele administra o desaparecimento e o direito de matar. Esta é sua verdadeira forma de governo, uma atualização do secular poder soberano e seu direito de vida e morte”. Vladimir Safatle, ‘Governar é fazer desaparecer’, Cult, n.225, julho/2017, p. 62.

Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.