Entre possível e impossível: Entrevista de Jacques Derrida

ARMEL, Aliette. Du mot à la vie: un dialogue entre Jacques Derrida et Hélène Cixous. Magazine Littéraire, Paris, n. 430, p.22, abr. 2004. Disponível em: http://bit.ly/1LNqXiU. Acesso em: 6 jul. 2015.

[…] Reencontra-se o tema do impossível. Perdoar não é possível senão ali onde se perdoa o que é impossível perdoar. Se se perdoa o que é perdoável, devido a um lamento ou a uma demanda de perdão, não se perdoa. Não existe perdão possível senão para o imperdoável. De modo que o possível é condicionado pelo impossível. Isso vale também para a doação, a hospitalidade. A hospitalidadincondicionada é impossível. Mas é a única hospitalidade possível e digna deste nome. Eu poderia multiplicar os conceitos obedecendo à mesma lógica em que a única possibilidade da coisa é a experiênciade de sua impossibilidade. Se se faz somente isso que se pode fazer, isso que está sob seu controle, não se faz senão desenvolver as possibilidades que já existem, exibe-se um programa. Para fazer alguma coisa é preciso fazer mais do que se pode fazer. Para decidir, é preciso atravessar a impossibilidade da decisão. Se eu sei o que decidir, não existe responsabilidade a assumir. Isso é verdadeiro para a experiência em geral. Para que alguma coisa aconteça, é preciso que seja absolutamente inantecipável. Um acontecimento não é possível senão como ‘impossível’, além do ‘eu posso’. Eu escrevo frequentemente ‘impossível’ com um hífen entre im- e possível para sugerir que esta palavra não é negativa no uso que faço dela. O impossível é a condão de possibilidade do acontecimento, da hospitalidade, da doação, do perdão, da escrita. Quando alguma coisa é prevista, de certo modo, pode ser tomada como passado, portantonão chega a realizar-se. Isso é também um pensamento político: não se realiza senão o que os esquemas dispoveis fracassam em antecipar […].

 

Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s