Medicalização de crianças nos EUA

Crianças e adolescentes nos EUA, particularmente aqueles oriundos de famílias desfavorecidas economicamente ou em acolhimento institucional, consomem mais antipsicóticos do que aqueles que estejam em qualquer outro país.

Mas esta situação começa a chamar a atenção do poder público e vozes exigem mudanças.

Leia a interessante matéria do site Governing:

How America’s Overmedicating Low-Income and Foster Kids

Veja também a aula do professor Rossano Cabral Lima, Instituto de Medicina Social da Uerj: Um panorama da medicalização na infância e o comentário de Francisco Bosco sobre a análise de Christoph Türcke acerca do TDAH.

Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s