Qual a diferença entre interrogatório e entrevista?

É interessante notar que nas práticas acadêmicas brasileiras relacionadas ao curso de direito, só se ensina e pratica a técnica do interrogatório, não da entrevista. A pessoa só pergunta aquilo que já sabe. O que não sabe, não pergunta porque não interessa. E o que eu já sei, vou perguntar para ver se a resposta coincide com o que eu sei mesmo […]. Então esse interrogatório é inquisitorial. É um procedimento antigo, que não é só da Inquisição, ele está baseado fundamentalmente numa forma de produção de verdade, da verdade absoluta, da verdade além de qualquer dúvida, que só pode ser obtida pela confissão, uma penitência que mostra o arrependimento e atenua a pena do pecador/criminoso. O que justifica exatamente várias coisas (p. 106)”.

 

LIMA, Roberto Kant de. Espaço público, sistemas de controle social e práticas policiais: o caso brasileiro em uma perspectiva comparada. In: NOVAES, Regina (Org.). Direitos Humanos: Temas e perspectivas. Rio de Janeiro: Mauad, 2001. p. 94-116.

Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Uma consideração sobre “Qual a diferença entre interrogatório e entrevista?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s