Desistência da adoção: três matérias

Os casos de ruptura (interrupção do vínculo adotivo durante o estágio de convivência) e dissolução (interrupção desse vínculo tendo sido o respectivo processo judicial chegado favoravemente ao seu fim) na adoção continuam no silêncio entre nós. Não conhecemos sua frequência, embora os envolvidos na prática adotiva saibam o quão difícil essas ocorrências são para todos que se vejam ali incluídos.

Essa invisibilidade provavelmente não nos está tornando aptos a aperfeiçoar as estratégias e os dispositivos que deveriam estar envolvidos nesses acontecimentos, de modo a  melhor compreendê-los para agirmos mais eficazmente.

Três matérias publicadas nos EUA mostram-se bastante abrangentes para uma primeira aproximação do tema, sobretudo no que se refere àquela realidade.

Que haja sites e grupos de discussão na Internet para encontrar novos pais para adotados cujas famílias substitutas desejam interromper a adoção, é algo que soa tão estranho quanto, até agora, inimaginável. O que isso significaria?

O que mais estaria ocorrendo nesse campo que seria de nosso desconhecimento?

Broken Adoptions: When Parents “Re-Home” Adopted Children

http://ti.me/16QdUJ8

Americans use the Internet to abandon children adopted from overseas

http://www.reuters.com/investigates/adoption/#article/part1

Adoption, Disruption and Dissolution

https://www.childwelfare.gov/pubs/s_disrup.pdf

Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s