Um caso de disputa de guarda e adoção

Em post anterior reproduzimos  matéria que retratava a disputa entre pais adotivos e genitora, por um lado, e família extensa e genitor, por outro, em torno de Verônica, criança nascida nos EUA.

A Suprema Corte dos EUA foi levada a manifestar-se ante o movimento de entrega da criança aos requerentes por parte da genitora, ao passo que o pai e sua família contestavam essa possibilidade, dado que eram índios Cherokee. A adoção de indígenas por não índios não seria permitida por lei. A genitora não é indígena.

O relato da mãe biológica traz elementos interessantes para apreendermos diferenças culturais e legais acerca da adoção: seja quanto à possibilidade da própria genitora escolher os pais adotivos, seja quanto ao modo como fez isso, seja ainda o entendimento acerca da adoção aberta e as possibilidades e desafios que se apresentam aí.

Baby Veronica belongs with her adoptive parents
Rumo ao reconhecimento da pluriparentalidade?
Disputa judicial de embriões
Anúncios

Autor: jccoimbra

a reader, above all

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s